terça-feira, 18 de agosto de 2015

CINEMA: Eterna Marilyn



Atriz que dispensa apresentações:


Marilyn Monroe








Marilyn Monroe, nascida Norma Jeane Mortenson, foi uma atriz de cinema, cantora e modelo norte-americana.
Nascida em 1 de junho de 1926 e veio a falecer em 5 de agosto de 1962 aos 36 anos por overdose de barbitúricos.





Além de modelo e cantora, também atuava e dançava. Mas seu sucesso se deu como atriz.
Atuou em comédias, musicais e dramas.




Trailer de "Os homens preferem s loiras, um de seus trabalhos mais marcantes:




Seu carisma era visível nas fotos, e sua presença enchia tudo de brilho com seu sorriso encantador.




Como a identidade de seu pai era desconhecida, recebeu o nome de Norma Jean Baker. Muitos biógrafos acreditam que o pai biológico de Marilyn era Charles Stanley Gifford, um agente de vendas do estúdio RKO, onde Gladys Pearl Monroe, a mãe de Marilyn, trabalhava. Ela era editora de filmes, mas problemas psicológicos a impediram de permanecer no emprego e ela foi levada para uma instituição de tratamento psiquiátrico. A certidão de nascimento diz que o segundo marido de Gladys, Martin Edward Mortensen, é que é o pai biológico de Marilyn. Numa entrevista ao canal de televisão Lifetime, James Dougherty, o primeiro marido de Marilyn, disse que ela acreditava que Gifford era o seu pai.
Norma Jean passou grande parte de sua infância em casas de família e orfanatos até se casar com seu primeiro marido.

 

 






Tinha 1, 67 de altura, e 63 kg, 94 cm de busto, 61 cm de cintura e 89 cm de quadril. Dona de uma beleza nada comum fez sucesso em filmes como: "Os homens preferem as loiras", "Quanto mais quente melhor", "O pecado mora ao lado", "Adorável pecadora", "Nunca fui santa", "Torrentes de paixão" e o "Príncipe encantado" entre muitos outros




Trailer do sucesso "O pecado mora ao lado":





É uma das mais famosas estrelas de cinema de todos os tempos, um símbolo de sensualidade e um ícone de popularidade do século 20.






Sua aparente vulnerabilidade e inocência, junto com sua inata sensualidade, a tornaram querida no mundo inteiro.





Foi casada com Arthur Miller (de 1956 a 1961), Joe DiMaggio (de 1954 a 1954), e James Dougherty (de 1942 a 1946).





Estava sempre em busca de um homem que a valorizasse e não somente a usasse por sua beleza.






Infelizmente, a fama de Marilyn e sua figura sexual tornaram-se um problema em seu segundo casamento.
Ela se separou de Joe, em 1954 por motivo de ciúmes.
Eles atribuíram a separação a "conflitos entre carreiras" e permaneceram bons amigos.




Marilyn foi reconhecida pelo seu trabalho em "Some Like It Hot" (Quanto mais quente melhor), de 1959, quando venceu o Globo de Ouro por "Melhor Atriz em Comédia".









Um de seus últimos ensaios:













Sua carreira de modelo começou quando Norma Jean começou a trabalhar na fábrica Radio Plane Munition, em Burbank, na Califórnia em 1944. Alguns meses depois, o fotógrafo Davis Conover a viu enquanto estava tirando fotos de mulheres que estavam ajudando durante a guerra, para a revista Yank. Ele não acreditou na sua sorte, pois ela era um "sonho" para qualquer fotógrafo.





Norma Jean posou para uma seção de fotos e ele começou a lhe enviar propostas para trabalhar como modelo. As lentes adoravam Norma Jean, e em dois anos ela tornou-se uma modelo respeitável e estampou seu rosto em várias capas de revistas.






Marilyn começou a carreira em alguns pequenos filmes, mas a sua habilidade para a comédia, a sua sensualidade e a sua presença levaram-na a conquistar papéis em filmes de grande sucesso, tornando-a uma das mais populares estrelas de cinema dos anos 50.






Seu fim aconteceu na manhã do dia 5 de agosto de 1962. Aos 36 anos, Marilyn faleceu enquanto dormia em sua casa em Brentwood, na Califórnia. A notícia foi um choque, propagado pela mídia, explorando sobretudo o caráter misterioso em que o fato se deu, prevalecendo a versão oficial de overdose pela ingestão de barbitúricos.





O brilho e a beleza de Marilyn faziam parecer impossível que ela tivesse deixado a todos. Ninguém sabe de fato o que aconteceu naquela noite.



 



Impossível não admirar seu talento, inocência, personalidade e beleza.
Uma das maiores musas do cinema de todos os tempos e uma das atrizes mais sexys e doces que já existiu. 





 “Uma garota só precisa de alguém que possa ser homem o bastante para prová-la que nem todos os homens são iguais.” Marilyn Monroe.





Até hoje sua morte permanece um mistério e sua relação com o presidente Kennedy duvidosa, se especulava que eram amantes.





Uma ambulância foi vista esperando fora de sua casa antes que a empregada desse o alarme no dia de sua morte. As gravações de seus telefonemas e outras evidências desapareceram. O relatório da autópsia foi perdido. Toda a documentação do FBI sobre sua morte foi suprimida e os amigos de Marilyn que tentaram investigar o que acontecera receberam ameaças de morte. No dia 8 de agosto de 1962, o corpo de Marilyn foi velado no Corridor of Memories, nº 24, no Westwood Memorial Park em Los Angeles.






Pronta para a cerimônia do Oscar:






MARILYN ETERNA






Um pouco do seu talento:








Marilyn até hoje é ícone de moda, beleza e a inspiração de diversas artistas como Madonna, Christina Aguilera, Britney Spears, e Lana del Rey entre muitas outras.






Kiss Kiss










2 comentários:

  1. Maravilhosa em O PECADO MORA AO.LADO
    e muito sexy em QUANTO MAIS QUENTE MELHOR

    ResponderExcluir
  2. Maravilhoso trabalho de pesquisa de uma sumidade internacional, uma deusa do cinema...

    ResponderExcluir

Somente um membro desse blog pode adicionar um comentário

A lógica ilógica de nosso ano de eleição

A lógica sem nexo do porquê algumas mulheres votam no fascismo O que aprendi com mulheres que votam no opressor ...